ALGUNS ESTUDOS


Um estudo pré-clínico premilinar do sumo XANGO®,  com a duração de 28 dias, identificou a biodisponibilidade humana das Xantonas, a fim de determinar a quantidade efectivamente absorvida pelo corpo e o caminho que percorrem. Foi utilizado um método de análise comprovado para medir as quantidades da xantonas alfa-mangostino existentes no plasma sanguíneo.


Investigadores

Michael W. Pugh, licenciado en ciências e director de desenvolvimento de productos da XanGo. Michael Pugh tem mais do que 15 anos de experiência no secor de productos naturais e actualmente é director do departamento de Investigação e Desenvolvimento da XANGO, LLC. Nesta qualidade ele implementou estudos de segurança, e validações analíticas, estableceu farmocicinética e superviona trabalhos clinicos.


Charles Rives Laboratories, um laboratório pré-clínico fundado em 1947. Os seus modelos de investigação  na área de segurança da farmacocinética e dos estudos in vitro são reconhecidos mundialmente. Emprega 7500 pessoas, incluindo 500 investigadores, entre os quais se encontram profissionais doutorados, médicos e veterinários.


Métodos

O método de plasma validado utilizou a técnica LC-MS/MS para determinar e quantificar os nívies de alfa-mangostino no plasma. Este tipo de nálise permite quantificar muito baixos teores como 1 nanograma por mililitro (ng/ml).


Resultados

O estudo preliminar demonstrou que o corpo absorve xantonas en doses baixas e que um consumo de quantidades muito elevadas na realidade provoca uma redução na eficácia de absorção. Além disso, os resultados premilinares demonstram que o consumo diário a longo prazo do sumo XanGo aumenta o teor de xantonas no sangue.


Mais especificamente, o estudo revelou o seguinte sobre o alfa-mangostino:

    • Em aproximadamente 3,5 horas, a xantona foi absorvida durante a digestão.
    • As mulheres têm uma taxa de absorção mais eficiente do que os homens.
    • O consumo prolongado do Sumo XANGO causa um efeito de carga de xantonas no sangue.
    • O alfa-mangostino é absorvido de forma natural, ou seja, em níveis muito baixos de consumo, tal como a quantidade contida no Sumo XANGO.
    • Em doses muito elevadas, a eficácia da absorção de xantonas diminui.

Este estudo fornece uma base sólida para futuros ensaios clinicos. 

Estas conclusões preliminares revelam ainda o facto de aumentar artificialmente um producto com extractos de xantonas não lhe acrescenta qualquer valor.

 

 

Mapa do site:
Home | Introdução | Descrição | Origem e Distribuição | Variedades | Clima | Solo | Propagação | Cultivo | Floração e Crescimento | Conservação | Pestes e Doenças | Xantonas do Mangostão | Receitas Culinárias | Xango - Sumo de Mangostão | Contactar | Quem somos | Politica de privacidade

Copyright © 2008 Paulo Rebelo